Como educar seus filhos

    0
    22

    Confira este completo artigo que faz uma abordagem sobre educação dos filhos. Aprenda algumas dicas interessantes sobre como educar seu filhos.

    Educação dos Filhos: questões atuais e atemporais

    A Educação dos Filhos sempre foi um tema pesquisado e de interesse, sobretudo, de pais. Atualmente, no entanto, um assunto parece que se tornou primordial quando falamos em educação de crianças e adolescentes: o uso da internet.

    E não é por menos. De acordo com uma pesquisa feita e divulgada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic), até o ano de 2017, 8 a cada 10 crianças brasileiras tinham acesso à web, de alguma forma. Resultados bastante expressivos, que requerem atenção dos responsáveis na Educação dos Filhos.

    Isso porque não é novidade, pois a internet é um mundo infindável de informação, que podem ser positivas ou extremamente negativas para crianças e jovens. Outro ponto que coloca o uso da internet por esse público em destaque na Educação dos Filhos se deve ao fato de que muitas das crianças e jovens em formação dominam o meio virtual muito mais do que seus próprios pais ou responsáveis, tornando complicado acompanhar o teor dos conteúdos acessada na rede.

    Além de informações que, muitas vezes, não são adequadas para a faixa etária do filho, a internet oferece o perigo de ser um local para a prática de crimes envolvendo crianças e jovens. Um exemplo são os casos divulgados pelo Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber), da Polícia Civil do estado do Paraná, que. Em 2017, apontou que mais de 30 % dos crimes virtuais envolviam menores.

    Como os pais podem acompanhar o uso da internet pelos filhos?

    É importante que os pais ou responsáveis, na Educação dos Filhos, não deixem celulares ou computadores totalmente a disposição das crianças e dos jovens. Não se trata de invadir a privacidade ou manter controle excessivo, mas de responsabilidade e proteção;

    A internet atrai a todos nós, incluindo crianças e jovens em formação. Uma informação mal-intencionada ou mesmo pessoas que usam a web para cometer crimes chegam facilmente às pessoas, em meio a buscas pela internet, redes socais, e-mails e até sites de jogos.

    Uma das formas, então, é configurar computadores e aparelhos de telefone celular para restringir acessos a páginas suspeitas ou sites de conteúdo adulto. Casa equipamento faz essa restrição de uma forma.

    Nesse caso, os pais ou responsáveis podem procurar no manual de instruções dos equipamentos, na própria internet ou consultando um profissional e configurar o que a criança ou o jovem poderá ou não acessar.  Acompanhar o histórico do que foi acessado pelos filhos também é válido e, mais uma vez, não se trata de ser excessivamente autoritário, mas, atualmente, é algo importante na Educação dos Filhos. Isso protege a criança e o jovem dos riscos já citados.

    É importante também que os pais ou responsáveis expliquem os perigos que podem existir no acesso descontrolado da internet. Não é saudável apenas restringir o acesso, é preciso diálogo.

    Outro fator na Educação dos Filhos, também relacionado à internet, é o tempo de uso. O acesso excessivo a essa tecnologia pode prejudicar a vida social e até a saúde de crianças e jovens. Estabeleça limites de tempo e horários adequados para que os filhos façam o uso da web.

    Não deixe, ainda, de estimular o uso de outras fontes de consulta, como livros, enciclopédias, atividades em grupo, entre outras.

    Outros desafios na Educação dos Filhos

    Além do uso da internet, outros desafios sempre existiram e permanecerão fazendo parte da preocupação de pais e responsáveis na Educação dos Filhos. Veja a seguir:

    • Sempre seja o exemplo. Crianças e jovens aprendem por repetição de comportamentos e não por palavras “vazias. Esqueça, então, os famosos “sermões”, sobretudo, em voz alta e tons autoritários. Não adianta dar fazer isso e agir diferente. O ser humano em formação já é capaz de perceber a diferença entre o que é dito e feito.
    • Participação. Faça parte da vida do seu filho, isso é importante para ele sentir confiança em você. Seja alguém com quem ele possa se abrir, para que fale sobre suas dificuldades e problemas e, assim, não buscar apoio e ajuda externa.
    • É outro fator muito importante na Educação dos Filhos. Sem uma autoestima saudável é quase impossível viver bem e a formação dela é responsabilidade dos pais ou responsáveis. Incentive o amor e o valor próprio, a perseverança, a autoconfiança, etc.
    • Não é porque crianças e jovens estão em formação que eles não precisam ter senso de autonomia. Isso é importante porque autonomia também está diretamente ligada a responsabilidade. Deixe que seu filho seja o responsável, por exemplo, para arrumar o seu próprio quarto, escolher a roupa que quer usar, como cortará os cabelos, etc.
    • Diferença entre desistir e mudar de objetivo. Outro ponto extremamente importante na Educação dos Filhos. Há uma grande diferença entre desistir e mudar de objetivo. Não incentive a desistência, quando perceber que a criança ou o jovem tem condições de conquistar algo, mas ainda não conseguiu. Por outro lado, quando perceber que uma meta é inatingível, converse e explique sobre esse fato e o ajude e ensine a determinar outros pontos possíveis de serem alcançados.
    • Os revezes da vida acontecem com todos nós, incluindo crianças e jovens. Ensine desde cedo que não é sempre que temos sucesso em algo. Se possível, procure filmes, livros e histórias que abordem o assunto. Vitória e derrotas não são eternas…
    • Como mencionado, as derrotas fazem parte da vida de todos nós e é importante que, na Educação dos Filhos, pais ou responsáveis estejam ao lado das crianças e jovens para apoiá-los e demonstrar como eles podem se refazer. Isso ensina-os como enfrentar esses momentos sozinho, um dia mais tarde.
    • Ensine a solidariedade. Em um mundo cada vez mais dominado pelo egocentrismo, é importante criar seres humanos empáticos. A solidariedade faz bem a própria pessoa e ao próximo.
    • Equilíbrio emocional. Vencer estresse e se manter equilibrado emocionalmente são coisas essenciais para a qualidade de vida, ainda mais em uma sociedade tão conturbada. Ensine isso aos filhos, pois eles precisarão dessas habilidades sempre!

    Erros frequentes que são cometidos na Educação dos Filhos

    Alguns equívocos, na maior parte das vezes, são cometidos por pais ou responsáveis, sem querer. No entanto, isso pode deixar marcas nas crianças e jovens e prejudicar a sua formação e desenvolvimento.

    Assim, atenção aos erros mais comuns na hora da formação:

    • Mentiras: pais e responsáveis costumam, sim, mentir em diversas situações. Pode ser para conseguir um determinado comportamento da criança ou do jovem, para evitar algo de ruim, etc.

    No entanto, faltar com a verdade nunca é a melhor opção, mesmo que ela não tenha uma finalidade ruim. Como já mencionado, se lembre-se sempre de que os seres humanos aprendem pelo exemplo. Não adianta ensinar que mentir é errado, se você faz isso – seja qual for a situação.

    • Ameaçar: um erro muito comum também na Educação dos Filhos. Ameaças ensinam a criança ou o jovem a não confiar em você, além de se tornar alguém que ameaça as demais pessoas também.
    • Não cumprir com a palavra: fazer promessas – seja de que tipo – e não as cumprir resulta na falta de confiança. Caso prometa algo, cumpra e se não puder, explique o porquê também!
    • Falar mal do outro responsável: além da criança ou jovem passar a desrespeitar a outra pessoa, a qual também lhe pertence a educação cria intrigas. Além disso, dependendo de como isso é feito pode até ser configurado crime, a chamada “alienação parental”.
    • Proteção exagerada: cuidar da criança e do jovem, sim. No entanto, superproteger, jamais. Não evite que seu filho erre em alguns momentos. Errar faz parte do aprendizado e ajuda-o a crescer e evoluir.
    • Ignorar as qualidades: pais ou responsáveis devem sempre incentivar que a criança ou o jovem aperfeiçoe, ainda mais, as suas virtudes. Isso fortalece a autoestima, além de anima-lo a desenvolver outras habilidades positivas.
    • Impedir que eles arquem com as consequências: para evitar o sofrimento, muitas vezes, os adultos, na Educação dos Filhos, evitam que eles assumam as consequências de seus atos. Apoie a criança ou o jovem, nas não impeça que eles se responsabilizem por arcar com os resultados de seus atos ou decisão. Fazer isso os torna covardes e irresponsáveis.

    Fortalecendo os laços a Educação do Filhos

    Por fim, é sempre importante que, além de todas as dicas, pais e responsáveis, sempre tomem atitudes que favoreçam os laços afetivos. Isso torna a criança ou o jovem seguro. E pessoas seguros, obviamente, se dão melhor na vida.

    Para isso, crie o hábito de:

    • Abraçar todos dias;
    • Participar das brincadeiras ou de alguns programas;
    • Acompanhar de perto o desenvolvimento escolar;
    • Dialogar;
    • Compreender;
    • Ensinar a cuidar de sua saúde e bem-estar;
    • Deixar que ele expresse as suas emoções;
    • Estimular a criatividade;
    • Dar importância a suas emoções, nunca as ignorando;
    • Ouvir;
    • Ser empático;
    • Ser presente;
    • Ser ausente (quando preciso);
    • Respeitar a sua privacidade;
    • Estimular a dar opiniões próprias;
    • Ensinar a se cuidar e cuidar de suas coisas;
    • Incentivar as práticas esportivas e físicas;
    • Incentivar a se relacionar com outras pessoas;
    • Ensinar a importância do respeito – tanto com o próximo como si mesmo.

    Esperamos que você tenha gostado desta matéria que o portal Setup Cursos Digitais preparou para você. Clique no botão curtir no final desta página para ajudar a compartilhar esta informação com mais pessoas.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Digite o seu comentário
    Por favor digite o seu nome